Buenos Aires, 7 abr (EFE).- A companhia aérea Aerolíneas Argentinas anunciou hoje que fará voos especiais para a África do Sul por causa da Copa do Mundo, mas, para isso, cancelará alguns voos internacionais e operará a rota para Madri com aviões menores.

Buenos Aires, 7 abr (EFE).- A companhia aérea Aerolíneas Argentinas anunciou hoje que fará voos especiais para a África do Sul por causa da Copa do Mundo, mas, para isso, cancelará alguns voos internacionais e operará a rota para Madri com aviões menores. A companhia, sob gestão estatal desde julho do ano passado, informou que realizará voos especiais ("charters") entre 8 de junho e 12 de julho de 2010. Segundo o anúncio, a Aerolíneas fará 21 voos para a África do Sul com "uma margem de utilidade para a companhia de 87%". Estes voos "serão realizados por Boeings 747 e a estimativa é de que gerem uma receita de US$ 11 milhões, com um custo aproximado de US$ 5,8 milhões, o que resulta em um ganho de US$ 5,1 milhões", informou a empresa, em comunicado. Na semana passada, quando foi divulgada a informação de que a empresa planejava realizar estes voos especiais, o sindicato de pilotos da companhia advertiu que seriam um "mal negócio" para a Aerolíneas, já que, para realizá-los, deveria afetar a frota normalmente utilizada para voos regulares. Neste sentido, a companhia afirmou hoje que decidiu operar a rota para Madri com aviões menores que as frequentes - Airbus 340 - no período de 8 a 26 de junho. Além disso, a empresa decidiu cancelar uma rota para cada um dos seis destinos internacionais para os quais voa durante o mês de junho, passando de 137 para 131. "Os cancelamentos serão aplicados aos voos que registravam uma projeção de ocupação muito baixa. Esta decisão permitirá contar com um backup de Airbus 340 e Boeing 747 para assegurar todas as operações internacionais e os voos para a África do Sul", explicou a empresa. EFE nk/pd
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.