Empresas e associações oficializaram o lançamento da Aliança Brasileira para Biocombustíveis de Aviação (Abraba), cujo objetivo é promover iniciativas, em âmbito público e privado, para desenvolver e certificar biocombustíveis sustentáveis para a aviação. Inicialmente, o grupo é formado pelas seguintes entidades: Algae Biotecnologia, Amyris Brasil, Associação Brasileira dos Produtores de Pinhão Manso (ABPPM), Associação das Indústrias Aeroespaciais do Brasil (AIAB), Azul Linhas Aéreas Brasileiras, Embraer, GOL Linhas Aéreas Inteligentes, TAM Linhas Aéreas, TRIP Linhas Aéreas e União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

Empresas e associações oficializaram o lançamento da Aliança Brasileira para Biocombustíveis de Aviação (Abraba), cujo objetivo é promover iniciativas, em âmbito público e privado, para desenvolver e certificar biocombustíveis sustentáveis para a aviação. Inicialmente, o grupo é formado pelas seguintes entidades: Algae Biotecnologia, Amyris Brasil, Associação Brasileira dos Produtores de Pinhão Manso (ABPPM), Associação das Indústrias Aeroespaciais do Brasil (AIAB), Azul Linhas Aéreas Brasileiras, Embraer, GOL Linhas Aéreas Inteligentes, TAM Linhas Aéreas, TRIP Linhas Aéreas e União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica). "A preocupação mundial com as mudanças do clima tem levado a uma crescente demanda por fontes renováveis. O aumento das emissões dos gases de efeito estufa, aliado às incertezas sobre a disponibilidade dos combustíveis de origem fóssil, reforça a necessidade de se buscar novas alternativas", diz a Abraba, em nota distribuída à imprensa pela Embraer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.