A mediana das estimativas do mercado para a taxa de desemprego de janeiro ficou em 7,80%. Esta também é a moda das estimativas, citada por cinco instituições: BES Investimento, JPMorgan, ING Bank, Morgan Stanley e Bradesco Asset Management.

Os cálculos foram feitos pelo AE Projeções com base na estatística descritiva de uma dúzia de instituições.

A menor variação encontrada foi de 7,50%, citada pela Rosenberg & Associadas. A maior, de 8,60%, foi apontada pela equipe da Credit Suisse Hedging-Griffo Asset Management. A média da amostragem é de 7,88%, que revelou um desvio-padrão de 0,32 ponto porcentual. Os dados sobre o mercado de trabalho serão divulgados na sexta-feira, pelo IBGE, às 9 horas. (Célia Froufe e Francisco Carlos de Assis)

file://tabela/72/:1.72.9.2009-02-17.3

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.