Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Adesão do Brasil à Opep levaria de sete a oito anos

A adesão do Brasil à Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) levaria de sete a oito anos, caso o país manifeste desejo de se integrar ao bloco, afirmou o secretário-geral do cartel, Abdallah el-Badri.

AFP |

O ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, afirmou na semana passada que o Irã, que integra a Opep, havia proposto à Brasília se unir ao cartel petroleiro, mas que o país não contemplava a possibilidade.

"Nós não convidamos os países a integrar a Opep. Se eles desejam aderir, estudamos a oferta", disse el-Badri.

"Não sei se o Brasil quer se integrar ou não à Opep, mas se quiser, isto levaria de sete a oito anos", completou.

Apesar do Brasil ter feito grandes descobertas petroleiras, agora é preciso explorar os mesmos e esperar que alcance o status de exportador, segundo Badri.

ved/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG