Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Acusados nove suspeitos por sabotagem de trens de alta velocidade na França

Nove integrantes de um grupo suspeito de sabotar as linhas férreas de alta velocidade na França, incluindo um homem de 34 anos apontado como seu líder, foram acusados formalmente neste sábado pela justiça por delitos terroristas, informaram fontes próximas ao caso.

AFP |

Julien Coupat, que a promotoria descreve como o líder do grupo, é apresentado como anarquista pelas autoridades e se auto-denominou "célula invisível". Ele é acusado pelo juiz antiterrorista Thierry Fragnoli de dirigir uma formação de vocação terrorista, segundo uma fonte judicial. Este delito acarreta pena de 20 anos de prisão.

Outras quatro pessoas, também vistas perto dos lugares onde foram feitas as sabotagens, foram acusadas de "associação de malfeitores em relação a uma iniciativa terrorista".

Duas outras foram acusadas de "destruição em grupo", segundo a mesma fonte, que não informou os motivos.

A ministra do Interior francesa, Michèle Alliot-Marie, apresentou na terça-feira passada estas pessoas como membros de um grupo anarquista, cuja sabotagem das linhas provocou o atraso de mais de 160 trens de alta velocidade (TGV) no início de novembro.

mra/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG