O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conseguiu uma vitória com o acordo alcançado entre os senadores democratas com um pequeno grupo de republicanos para o pacote de estímulo econômico, no momento em que o país perdeu mais de meio milhão de empregos. O povo americano quer que trabalhemos juntos.

Ele não quer nos ver divididos por linhas partidárias na mais séria crise enfrentada pelo país", disse senadora Susan Collins, de Maine, uma das três republicanas moderadas a pedir votos para o pacote.

Detalhes precisos sobre o plano ainda não foram divulgados, mas os líderes da maioria democrata na Casa disseram ter concordado com um pacote da ordem de US$ 780 bilhões para tentar ganhar o apoio dos republicanos. Antes, os democratas apoiavam um pacote de mais de US$ 900 bilhões.

Líderes democratas expressaram confiança de que as concessões que fizeram aos republicanos e democratas moderados ajudou a liberar o caminho para aprovação. Nenhuma votação final é esperada antes de segunda-feira. São necessários pelo menos 60 votos para que a legislação seja aprovada, o que faz com que os democratas, que têm a maioria na Casa, precisem do apoio de ao menos dois senadores republicanos para que isto aconteça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.