Tamanho do texto

A Microsoft e o Yahoo conseguiram a aprovação do Departamento de Justiça do governo americano e da Comissão Europeia para realizar sua aliança em ferramentas de busca na internet, que as empresas anunciaram inicialmente em julho do ano passado. As duas empresas veem na parceria uma ampliação de oportunidades.

Elas esperam criar, juntas, uma ferramenta mais desafiadora ao domínio do Google no mercado de publicidade dos sistemas de busca online. De acordo com a empresa de pesquisas de mercado comScore, os americanos usaram o Google para quase 66% das 14,7 bilhões de buscas que fizeram em dezembro, enquanto o Yahoo e a ferramenta Bing, da Microsoft, responderam por 28%.

A presidente executiva do Yahoo, Carol Bartz, disse ontem que o acordo permitirá à empresa ter o foco nas suas "experiências mais inovadoras de buscas". O presidente executivo da Microsoft, Steve Balmer, acrescentou que a aliança promoverá "mais escolhas, melhor valor e maior inovação" para os consumidores.

Sob o acordo, aprovado sem restrições, o Yahoo terá uma significativa parcela do faturamento dos anúncios nas páginas de busca vendidos em seus sites.

Ele não receberá por anúncios vendidos nos sites da Microsoft. Anunciantes serão capazes de comprar os anúncios nas páginas de buscas de ambas as empresas diretamente por meio de um sistema criado pela Microsoft. O acordo também já recebeu a aprovação de reguladores na Austrália, Brasil e Canadá. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.