Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ações européias caem por setores bancário e petrolífero

LONDRES - As ações européias fecharam em queda de 3,8% nesta quinta-feira, nível mais baixo de fechamento desde abril de 2003, à medida que ações do setor petrolífero acompanhavam fortes perdas no preço do petróleo e temores de recessão abatiam papéis bancários. O índice FTSEurofirst 300 caiu para 781 pontos, segundo dados preliminares, recuperando-se parcialmente da mínima da sessão, a 765 pontos. O índice se contraiu em cerca de 48% até agora neste ano, com a piora do pessimismo econômico.

Reuters |

Bancos europeus perderam terreno depois de ações do Citigroup terem se desvalorizado mais de 20% enquanto investidores questionavam sua perspectiva de sobrevivência.

Na Europa, o Credit Suisse teve queda de 9,8%, o grupo holandês ING perdeu 8,9%, Deutsche Bank tombou 9,4% e o Banco Santander fechou em desvalorização de 5,5%.

Temores de que a recessão irá afetar a demanda por petróleo fizeram com que o preço do petróleo caísse 2,5%, para US$ 52,3 o barril, influenciando ações do setor, como OMV, em queda de 4,5%, ENI, se desvalorizando em 0,06%, Royal Dutch Shell, em queda de 1,4%, e Petroplus, que perdeu 2,5%.

Papéis da Ahold se valorizaram 8,9%, depois de o grupo ter registrado aumento de lucro acima do esperado e ter reiterado sua meta para o ano.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 3,26%, a 3.874 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 3,08%, para 4.220 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 3,48%, para 2.980 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 2,29%, a 14.968 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 2,72%, para 7.988 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve recuo de 3,89%, para 6.028 pontos.

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG