Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ações do Itaú e do Unibanco disparam na Bovespa

Rio de Janeiro, 3 nov (EFE) - As ações dos grupos financeiros Itaú e Unibanco disparavam hoje na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), após o anúncio de que as duas entidades se fundirão para criar um gigante mundial. Os papéis do Itaubanco chegaram a subir 17,4% e concentravam mais de 15% do volume financeiro negociado na Bovespa nas primeiras horas de operações. As ações da Itaúsa, controladora do Itaubanco, subiam 12,3%, com quase 6% do volume financeiro negociado. Enquanto isso, os títulos do Unibanco subiam quase 11%, com 12% do volume financeiro.

EFE |

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deveu intervir para estabilizar a cotação destas ações, após as altas desproporcionais, informou a bolsa.

Estes papéis ajudavam a sustentar a tendência em alta do Ibovespa, que subia pouco mais de 2%.

O Unibanco conseguia descontar parte das fortes perdas registradas ao longo do ano, quando seu valor de mercado no Ibovespa caiu 36%, e 7% nos últimos 30 dias.

As ações preferenciais do Itaubanco ainda acumulam perda de 1,7% nos últimos 30 dias e de 22,5% este ano, apesar da alta de hoje.

Segundo as duas instituições, a reorganização societária contempla a migração dos atuais acionistas do Unibanco Holdings e do Unibanco, mediante subscrição de ações de uma companhia aberta a ser denominada Itaú Unibanco Holding S. A.

O controle financeiro desta nova empresa será compartilhado entre a Itaúsa e os controladores do Unibanco Holdings.

As ações ordinárias (com direito a voto) do Unibanco e do Unibanco Holdings serão substituídas por ações ordinárias do Itaú Unibanco Holding, à razão de 1,1797 por ação.

Cada 3,4782 ações preferenciais do Unibanco e do Unibanco Holdings equivalerão a uma ação preferencial da nova empresa.

A operação terá que ser aprovada pelo Banco Central e pela CVM.

Após completada, o novo Itaú Unibanco Holding terá 50,6% de seu capital na Bolsa de Valores, 18% nas mãos do grupo Itaúsa e 26% controlados pela IU Participações, a nova empresa criada para completar a operação.

Na IU Participações, 66% do capital estará nas mãos da Itaúsa, e os 33% restantes ficarão em poder dos controladores do Unibanco.

Com um patrimônio conjunto líquido de R$ 51,7 bilhões e um lucro líquido de R$ 8,1 bilhões acumulados em 2008 até setembro, o Itaú Unibanco Holding, estará preparado para expandir sua atuação no Brasil e competir no mercado internacional, segundo os sócios.EFE ol/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG