Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ações de tecnologia caem em NY com fraca perspectiva de demanda

As ações de fabricantes de computadores pessoais, os PCs, estão caindo em Nova York pressionados pelas novas previsões de queda adicional nos investimentos com tecnologia da informação ao redor do mundo em virtude do declínio econômico. Pela segunda vez em um mês vários analistas revisaram em baixa suas estimativas para vendas de computadores.

Agência Estado |

O Barclays disse que agora prevê uma desaceleração do crescimento do setor para 9% no quarto trimestre, de sua estimativa anterior de expansão de 12%, e vê um declínio mais acentuado das vendas para um crescimento de apenas 2% em 2009, de uma estimativa anterior de aumento de 7%, o que deverá pesar ainda mais sobre a receita das maiores fabricantes de software e de computadores.

Há pouco, as ações da Dell caíam 6,66%, as da Hewlett-Packard recuavam 3,34%, as da Intel Corp caíam 4,31% e as da Microsoft registravam uma queda de 2,25%. O Barclays reduziu suas estimativas para cada uma dessas companhias.

Mas um declínio no mercado de computadores sugere mais problemas para a fabricante de chips Intel, particularmente no primeiro semestre de 2009. Os analistas da JMP Securities e da Think Equity LLC rebaixaram suas previsões de receita para a Intel considerando uma fraca perspectiva macroeconômica.

O analista Craig Berger of Friedman, Billings, Ramsey & Co disse em nota para clientes que está reduzindo suas estimativas sobre a Intel. Ele prevê que a companhia vai registrar um aumento seqüencial de 5% nas vendas, ou quase US$ 10,73 bilhões no quarto trimestre, comparado com sua estimativa anterior de um crescimento de 12%.

No mês passado, a Intel disse que previa vendas entre US$ 10,1 bilhões e US$ 10,9 bilhões no quarto trimestre. Os analistas esperam que a companhia anuncie um lucro de US$ 0,37 por ação sobre uma receita de US$ 10,4 bilhões no quarto trimestre, de acordo com a atual pesquisa de consenso da FactSet Research.

As companhias de tecnologia de informação já experimentaram uma desaceleração no crescimento da receita no trimestre passado, na medida que os consumidores reduzem os gastos discricionários e as companhias, que haviam dado impulso as vendas antes, cortam os investimentos.

No final de outubro, a gigante de software Microsoft disse que previa vendas e lucros mais fracos para o atual trimestre e o próximo ano. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG