Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Acarpa: ritmo de colheita de café ainda é lento em Patrocínio-MG

São Paulo, 21 - A colheita de café no cerrado mineiro está bastante atrasada. Na região do município de Patrocínio, considerado o maior produtor de café do País, nem todos os cerca de 790 cafeicultores iniciaram os trabalhos.

Agência Estado |

"Perto de 80% dos produtores começaram a colher. O ritmo ainda é lento, mas dentro de alguns dias os trabalhos vão ganhar mais agilidade", informa o presidente da Associação dos Cafeicultores da Região de Patrocínio (Acarpa), Wilson José de Oliveira.

Segundo ele, a colheita começa normalmente em meados de maio. Este ano, houve atraso de 40 a 50 dias, por causa do clima no segundo semestre de 2007. As chuvas demoraram a ocorrer, retardando a florada e o amadurecimento dos grãos.

Oliveira acrescenta que os primeiros lotes desta safra estão chegando ao mercado apenas agora. A qualidade dos grãos, diz, tem se mostrado muito boa. "O clima na região tem sido satisfatório e a secagem dos grãos está bem uniforme porque não tivemos até o momento problemas de chuvas", explica. A expectativa é que os trabalhos só se encerrem entre setembro e outubro.

Os produtores de café de Patrocínio cultivam cerca de 28 mil hectares com a cultura. A previsão é de colheita de cerca de 700 mil sacas de 60 quilos, com produtividade média de 25 sacas por hectare. Minas Gerais deve produzir este ano 22,865 milhões de sacas. O cerrado mineiro, representado por Triângulo, Alto Paranaíba e noroeste, deve colher 4,474 milhões de sacas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG