Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Abipecs: exportação de carne suína cai 48% em novembro

São Paulo, 8 - As exportações brasileiras de carne suína somaram 27,47 mil toneladas em novembro, volume 48,6% abaixo das 53,47 mil toneladas embarcadas no mesmo mês do ano passado. A receita das exportações recuou cerca de 37% no período, passando de US$ 124 milhões para US$ 78,24 milhões.

Agência Estado |

Os dados foram divulgados hoje pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs).

No acumulado de janeiro a novembro deste ano, os embarques brasileiros de carne suína caíram 8,31% em toneladas, mas aumentaram 30,66% em valor. O Brasil exportou, no período, 498,34 mil toneladas no valor de US$ 1,40 bilhão, em relação a 543,51 mil t de janeiro a novembro de 2007, que totalizaram US$ 1,07 bilhão.

O presidente da entidade, Pedro de Camargo Neto, diz que a queda expressiva das vendas externas de carne suína em novembro se deve à falta de crédito para financiar a exportação, por causa da crise financeira global, e a paralisação dos embarques no porto de Itajaí, em Santa Catarina, após fortes chuvas que castigaram o Estado.

Camargo Neto comenta que "a crise financeira global continua a exercer forte influência no comércio exterior, não só em função do corte drástico de linhas de crédito, que financiavam o fluxo comercial, mas também pela grande volatilidade das moedas, que continua a prejudicar o fechamento de contratos".

Segundo ele, "a tragédia em Santa Catarina, com a interrupção dos embarques no porto de Itajaí, foi a outra grande causa". No ano passado, o porto catarinense respondeu por 55% dos embarques. "Diante da dificuldade e da retomada parcial da capacidade de embarque de Itajaí, os armadores estão redirecionando as exportações para os portos de Paranaguá, Rio Grande e mesmo Santos", disse ele.

Os dados da Abipecs mostram que para a Rússia, principal cliente do Brasil, a redução das vendas foi ainda mais expressiva, de 56,57% em volume. "O País embarcou 23,60 mil toneladas em novembro de 2007 e apenas 10,25 mil toneladas no mês passado. Também em valor o declínio foi acentuado: 48,30% (de US$ 62,80 milhões para US$ 32,48 milhões)."

Hong Kong, segundo principal destino da carne suína brasileira, também comprou menos em novembro. Houve uma variação negativa de 34,20% no volume de vendas (5,92 mil toneladas em novembro deste ano, em relação a 8,99 mil toneladas em igual período do ano passado) e de 15,01% em valor (de US$ 15,22 milhões para US$ 12,93 milhões). Para a Ucrânia, terceiro maior importador brasileiro, as vendas caíram 70,43% em volume e 39,55% em valor.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG