Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Abef: exportação de frango cresce 17% em volume e 54% em valor

São Paulo, 12 - As exportações brasileiras de carne de frango somaram 315 mil toneladas em outubro deste ano, volume 0,7% superior ao registrado em outubro do ano passado e 3% inferior ao embarcado em setembro último. Já receita cambial totalizou US$ 638 milhões, valor 26% acima do verificado em outubro de 2007, mas 8% abaixo do faturamento de setembro 2008.

Agência Estado |

Os dados foram divulgados hoje pela Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef). Segundo a entidade, no acumulado de janeiro a outubro deste ano as exportações de carne de frango totalizaram embarques de 3,1 milhões de toneladas, registrando um crescimento de 17% na comparação com o mesmo período do ano passado. Nos primeiros dez meses deste ano a receita cambial somou US$ 6 bilhões e ficou 54% acima do faturamento registrado em igual período do ano passado.

Segundo Francisco Turra, presidente da Abef, a retração no ritmo do crescimento das exportações em outubro confirma que, diante da conjuntura internacional, é necessária uma postura de cautela para a avicultura brasileira, "com medidas que reduzam a produção e evitem um excesso de oferta de carne de frango". Ele comentou que em setembro houve redução nas encomendas de importantes mercados como Japão (-21%), Rússia (-10%), Emirados Árabes (-4%) e Países Baixos (-4%). "Esse cenário resulta em expectativas negativas quanto ao primeiro trimestre de 2009", diz ele.

Na opinião de Turra, a conjuntura também reforça a necessidade de se ampliar o estímulo à liberação dos recursos destinados a Adiantamentos de Contratos de Câmbio (ACCs), "já que o volume em movimentação hoje é insuficiente e está dificultando o fechamento de negócios". A Abef reitera a defesa da inclusão da produção animal no regime de desoneração do drawback verde-amarelo, que prevê a suspensão do recolhimento de tributos federais incidentes sobre a aquisição, no mercado nacional, de insumos utilizados em produtos destinados ao mercado externo. "Merece destaque o fato de que a avicultura brasileira, além de representar uma importante parcela da renda nacional, responde por cerca de cinco milhões de empregos diretos e indiretos."

Cortes

As exportações de cortes de frango em outubro somaram 164 mil toneladas em outubro, com uma queda de 5,5% em relação a 2007 e de 0,9% em relação a setembro. A receita cambial somou US$ 341 milhões, 23% acima do verificado no mesmo período de 2007 e com 3,5% de redução sobre o mês anterior. No acumulado janeiro-outubro, os embarques de cortes de frango foram de 1,7 milhão de toneladas, 10% acima na comparação com o mesmo período de 2007, e a receita alcançou US$ 3,2 bilhões, em crescimento de 40%.

As exportações de frango inteiro em outubro foram de 120 mil toneladas, com um aumento de 16% sobre o mesmo mês do ano passado e queda de 3% sobre setembro. A receita cambial, de US$ 197 milhões, teve incremento de 53% sobre outubro de 2007 e queda de 13% em relação a setembro último. No acumulado janeiro-outubro, os volumes embarcados de frango inteiro totalizaram 1,1 milhão de toneladas, com um aumento de 20%, e a receita cambial somou US$ 1,9 bilhão, em crescimento de 70%.

No mês de outubro os embarques de industrializados somaram 15 mil toneladas, com receita cambial de US$ 51 milhões. No acumulado dos dez meses de 2008 as exportações foram de 144 mil toneladas, com receita de US$ 458 milhões. Nas carnes salgadas os embarques em outubro foram de 17 mil toneladas, com receita de US$ 49 milhões. E no acumulado do ano os volumes exportados alcançaram 179 mil toneladas, com uma receita cambial de US$ 524 milhões.

Mercados

As vendas para o Iraque totalizaram 959 mil toneladas de janeiro a outubro, com incremento de 19%. A receita nesses 10 meses alcançou US$ 1,7 bilhão, um aumento de 66% sobre o mesmo período do ano passado. Para o mercado asiático, os embarques somaram 807 mil toneladas nos dez meses de 2008, em aumento de 20%. A receita cambial, de US$ 1,7 bilhão, cresceu 72% na comparação com o mesmo período em 2007. Em terceiro lugar vem a União Européia, que importou 449 mil toneladas, o que significou uma queda de 1,6% na comparação com janeiro-outubro de 2007. A receita cambial somou US$ 1,2 bilhões, com aumento de 19%.

As vendas para América do Sul entre janeiro e outubro somaram 286 mil toneladas, com aumento de 98%. A receita cambial, que somou US$ 477 milhões no período, teve um incremento de 169%. Para o continente africano, as exportações foram de 204 mil toneladas, com crescimento de 0,16%. E a receita somou US$ 220 milhões, com aumento de 23%. Para a Rússia, foram exportadas 148 mil toneladas até outubro, o que representa uma queda de 7% na comparação com o mesmo período em 2007. Mas a receita, de US$ 292 milhões, teve um crescimento de 25%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG