São Paulo, 14 - As exportações de carne de frango no mês de junho totalizaram 330,1 mil toneladas, volume 27,3% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, segundo dados da Associação Brasileira dos Exportadores de Frango (Abef). Em receita, as vendas externas de carne de frango arrecadaram US$ 651,6 milhões, desempenho 66,07% maior do que os US$ 392,3 milhões registrados em junho do ano passado.

Apesar do crescimento em comparação ao mesmo período do ano passado, as exportações de junho representam uma desaceleração no ritmo de crescimento. Isso porque, em relação a maio deste ano, o volume exportado indica uma queda de 8,7% e uma retração de 4,8% em receita.

No acumulado do primeiro semestre, as exportações de carne de frango registram um desempenho positivo. Entre janeiro e junho, as vendas externas somaram US$ 3,37 bilhões, resultado 57,5% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. Em volume, os embarques de carne de frango já atingem 1,84 milhão de toneladas, volume 19,3% superior as 1,54 milhão de toneladas exportadas entre janeiro e junho de 2007.

O cenário de crescimento das exportações se dá diante do constante aumento dos preços da carne de frango brasileira. No mês passado, o preço médio da tonelada de frango embarcada foi de US$ 1.974, valor 30,5% maior do que o registrado em junho do ano passado e 4,2% superior ao mês de maio.

Segundo Semestre

Segundo a Abef, para o segundo semestre do ano a tendência é de que o desempenho positivo registrado nos primeiros seis meses seja mantido, embora a rentabilidade do setor ainda esteja sendo prejudicada pelo câmbio e pelo aumento dos custos de produção. "Um novo mercado, o do Chile, está sendo aberto para a carne de frango brasileira. E também existem boas perspectivas quanto à China, faltando apenas detalhes para o fechamento do acordo sanitário entre os países", diz a entidade em nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.