Inclusão de novos projetos somaria R$ 34,32 bilhões aos R$ 86,6 bilhões em projetos já confirmados nas sedes da Copa

SÃO PAULO - O presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), Paulo Godoy, recomendou hoje a inclusão de 304 projetos ao programa de investimentos relacionados as 12 cidades que sediarão a Copa do Mundo em 2014. No total, esses projetos somariam R$ 34,32 bilhoes aos R$ 86,6 bilhoes em projetos já confirmados - sendo alguns em andamento - nas sedes da Copa.

"Temos grande responsabilidade com esses jogos, pois eles vão inserir o Brasil no campo dos grandes eventos internacionais", afirmou Godoy, também referindo-se às Olimpíadas de 2016, durante o Congresso Brasileiro do Aço, organizado em São Paulo pelo Instituto Aço Brasil.

Do total de projetos recomendados pela Abdib, a maior parte (72) refere-se a mobilidade urbana. A entidade também identificou a necessidade de mais 53 projetos na área de segurança e outros 52 em energia, além de mais 49 projetos na rede hoteleira. Esses projetos envolvem melhorias para as cidades que serão importantes quando o evento chegar ao fim, defendeu.

O executivo ainda falou da necessidade de investimentos anuais de R$ 160,9 bilhoes em investimentos em infraestrutura nos próximos cinco anos, o que inclui projetos relacionados a exploração de petróleo na camada pré-sal, alem dos eventos esportivos. Para fazer frente a esses investimentos, Godoy assinalou a necessidade de criar mecanismos para formação de poupança no pais, como o desenvolvimento do mercado secundário de títulos."Temos que melhorar nossa capacidade de criar funding de longo prazo", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.