Abastecer com etanol em relação à gasolina está vantajoso em 14 Estados e no Distrito Federal, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pela Agência Estado, referentes à semana passada

Abastecer com etanol em relação à gasolina está vantajoso em 14 Estados e no Distrito Federal, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pela Agência Estado, referentes à semana passada. O preço do álcool nos postos está competitivo na Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. Em Alagoas e no Rio Grande do Norte, é indiferente o uso de álcool ou de gasolina. Nos outros 10 Estados, a gasolina leva vantagem.

No Estado de São Paulo, que concentra quase 60% do consumo de etanol no País, o álcool combustível apresenta a maior vantagem, de acordo com os dados da ANP. Considerando o preço médio da gasolina de R$ 2,415 por litro no Estado de São Paulo, o etanol hidratado é competitivo na região até R$ 1,69 e, na média da ANP, o preço em São Paulo ficou em R$ 1,292 por litro, 23,55 % abaixo do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol. Na semana passada, os preços do etanol subiram 2,21% no Estado de São Paulo.

A vantagem do etanol é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os Estados e no Distrito Federal.

Segundo o levantamento, em São Paulo, o preço do etanol está em 53,50% do preço da gasolina (até 70% o etanol é competitivo). Em Goiás, a relação é de 54,10%, no Paraná de 55,77%, em Mato Grosso de 58,97% e no Rio de Janeiro de 63,94%. A gasolina está mais vantajosa principalmente no Acre (preço do etanol é 83,12% do valor da gasolina) e Roraima (82,56%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.