Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS (Reuters) - A maior cervejaria do mundo, Anheuser-Busch InBev, lucrou mais que o esperado nos três primeiros meses de 2010 apoiada em vendas fortes de cerveja no Brasil. Mas a companhia informou que os custos com marketing para a Copa do Mundo afetarão o lucro do segundo trimestre.

" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ab InBev tem lucro acima do esperado com impulso do Brasil

Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS (Reuters) - A maior cervejaria do mundo, Anheuser-Busch InBev, lucrou mais que o esperado nos três primeiros meses de 2010 apoiada em vendas fortes de cerveja no Brasil. Mas a companhia informou que os custos com marketing para a Copa do Mundo afetarão o lucro do segundo trimestre.

Reuters |

Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS (Reuters) - A maior cervejaria do mundo, Anheuser-Busch InBev, lucrou mais que o esperado nos três primeiros meses de 2010 apoiada em vendas fortes de cerveja no Brasil. Mas a companhia informou que os custos com marketing para a Copa do Mundo afetarão o lucro do segundo trimestre.

A companhia informou que a geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) subiu 5,1 por cento entre janeiro e março, para 3,09 bilhões de dólares, superando previsão média de analistas de 2,98 bilhões.

A AB InBev previa anteriormente ter um amento de até 5 por cento por causa do clima ruim nos Estados Unidos, imposto triplicado sobre cerveja na Rússia e preços maiores de commodities em mercados emergentes.

No geral, a companhia vendeu 0,8 por cento mais no trimestre, com uma alta de 15,9 por cento no Brasil, onde a empresa detém dois terços do mercado. O desempenho no país ajudou a empresa a minimizar uma queda de 6,8 por cento nos Estados Unidos, mercado responsável por metade das vendas de cerveja do grupo.

As ações da empresa eram destaque no índice europeu de ações e subiam 2,4 por cento às 7h46.

Analistas afirmaram que a fraqueza inicial dos papeis da empresa ocorreu por conta de eventos extraordinários, que deixaram o lucro líquido menor que o esperado. Depois, prevaleceu o otimismo sobre a força nas vendas da empresa no Brasil.

A AmBev, unidade nas Américas da AB InBev responsável pelas operações brasileiras, anunciou nesta quarta-feira um lucro líquido de 1,65 bilhão de reais, crescimento de 3,9 por cento sobre o primeiro trimestre de 2009.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG