A crise eliminou cerca de 750 mil empregos formais entre novembro e fevereiro no País, segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com o estudo, esse volume representa uma queda de 2,3% do emprego formal no período.

O setor mais atingido foi a agropecuária, com recuo de 7,9% das vagas em dezembro e de 8,6% no acumulado até fevereiro. Em seguida, ficou a indústria de transformação, que registrou perda de 3,6% dos postos com carteira assinada em dezembro e 5,0% no acumulado até fevereiro. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.