Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

40 mil desempregados de SP terão auxílio de R$ 210

O governo do Estado de São Paulo vai oferecer alimentação e transporte gratuitos a 20 mil trabalhadores do Programa Estadual de Qualificação que estiverem recebendo o seguro-desemprego. A medida faz parte do pacote de estímulo à atividade econômica no Estado, anunciado hoje e chamado nos bastidores de PAC paulista.

Agência Estado |

 

A previsão do programa de qualificação é atender 60 mil pessoas este ano. Quarenta mil vagas serão destinadas a desempregados sem direito a seguro-desemprego, que vão receber uma bolsa-auxílio de R$ 210 por três meses, além de transporte e alimentação gratuitos.

A partir de 1.º de julho, o governo inicia o programa Microempreendedor Individual, com o objetivo de formalizar neste ano 300 mil autônomos e camelôs com renda anual de até R$ 36 mil, ou R$ 3 mil mensais. O Carnê da Cidadania, com valor entre R$ 46,55 e R$ 50,65, será o pagamento correspondente a todos os tributos devidos, inclusive Previdência Social.

O governo de São Paulo também vai abrir uma linha de crédito pelo Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcet) destinado a fomentar micro e pequenas empresas inovadoras, com prioridade às localizadas em parques tecnológicos. Os empréstimos poderão chegar a R$ 200 mil, terão prazo de três anos de carência, 60 meses para pagamento e juros de 6% ao ano.

O Banco do Povo Paulista terá seus recursos ampliados em 56%, para R$ 120 milhões, e os empréstimos terão juros de no máximo 1% ao mês, sem correção monetária. Pessoas físicas poderão obter empréstimos de até R$ 5 mil; pessoas jurídicas, de até R$ 7,5 mil; e cooperativas, até R$ 25 mil.

Leia tudo sobre: desemprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG