CHICAGO - A 3M anunciou nesta quinta-feira lucro mais forte que o esperado e elevou sua meta anual, impulsionada por intensa demanda por produtos eletrônicos e máscaras respiratórias em meio a preocupações com a gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS).

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237577394904&_c_=MiGComponente_C

A companhia, que fabrica produtos diversificados que variam de fitas adesivas a filmes ópticos para televisores com tela de cristal líquido, divulgou lucro líquido de US$ 957 milhões, ou US$ 1,35 por ação, contra US$ 991 milhões, ou US$ 1,41 por ação, no mesmo período um ano antes.

Excluindo itens extraordinários, a empresa teve lucro de US$ 1,37 por ação. A receita da 3M recuou 5,6%, para US$ 6,2 bilhões.

Analistas, em média, previam lucro líquido de US$ 1,11 por ação e, excluindo itens extraordinários, de US$ 1,17 por ação, sobre vendas de US$ 5,77 bilhões, segundo a Thomson Reuters.

As ações da companhia operavam perto da estabilidade no pregão eletrônico da bolsa de Nova York.

(James B. Kelleher)

Leia mais sobre: 3M

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.