Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Índice ISM de serviços sobe a 55,4 em março nos EUA

O índice de atividade no setor de serviços nos Estados Unidos do Instituto para Gestão de Oferta (ISM) subiu para 55,4 em março, de 53 em fevereiro, superando a expectativa dos economistas de 53,5. O subíndice de emprego avançou para 49,8 em março, de 48,6 em fevereiro; o subíndice de preços avançou para 62,9 em março, de 60,4 em fevereiro; o subíndice de novas encomendas subiu para 62,3 em março, de 55 em fevereiro.

AE |

O índice de atividade no setor de serviços nos Estados Unidos do Instituto para Gestão de Oferta (ISM) subiu para 55,4 em março, de 53 em fevereiro, superando a expectativa dos economistas de 53,5. O subíndice de emprego avançou para 49,8 em março, de 48,6 em fevereiro; o subíndice de preços avançou para 62,9 em março, de 60,4 em fevereiro; o subíndice de novas encomendas subiu para 62,3 em março, de 55 em fevereiro. <p><p><b>Imóveis</b><p><p>O índice de vendas pendentes de imóveis residenciais da Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 8,2% em fevereiro, para 97,6. Economistas esperavam declínio de 0,5%. O índice de vendas pendentes de janeiro foi revisado em leve baixa, para 90,2, do dado originalmente anunciado de 90,4. O inesperado aumento anima o setor imobiliário. As revendas de imóveis haviam caído três vezes seguidas, incluído um recuo de 0,6% em fevereiro. O índice NAR é baseado em vendas pendentes de imóveis existentes. A venda é considerada pendente quando o contrato foi assinado, mas a transação não foi fechada.<p><p>Na comparação com fevereiro do ano passado, quando o índice atingiu 83,2, as vendas subiram 17,3%. Por região, as vendas pendentes no Nordeste dos EUA subiram 9% em fevereiro ante janeiro e 18,9% ante fevereiro de 2009. No Meio-Oeste, o aumento foi de 21,8% e 18,7%, respectivamente, enquanto no Sul foi de 9,2% e 17,5%. No Oeste houve queda de 4,8% na comparação mensal, mas alta de 14,6% na comparação anual. Em suas estimativas mensais, a NAR projeta vendas de imóveis existentes de 5,49 milhões neste ano e 5,70 milhões em 2011. No ano passado, as vendas totalizaram 5,16 milhões. As informações são da Dow Jones.
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG