Tamanho do texto

Avanço da tecnologia reduziu consideravelmente o número de fraudes, mas elas ainda acontecem com frequência no e-commerce brasileiro; confira

É importante certificar a procedência do site em que você pretende fazer compras online para evitar ser vítima de golpe
shutterstock
É importante certificar a procedência do site em que você pretende fazer compras online para evitar ser vítima de golpe

Apesar do avanço da tecnologia que acontece a cada ano, as compras online ainda não estão completamente protegidas de fraudes . Segundo um estudo feito pela Konduto, a cada cinco segundos acontece uma fraude no e-commerce brasileiro. Há, no entanto, dicas simples que podem te ajudar a não cair em nenhum golpe virtual.  

Leia também: Veja concursos públicos que fecham inscrições nesta sexta e pagam até R$ 19 mil

Segundo explica Ricardo de Paola, CTO da Infracommerce, as fraudes são raras em compras online efetuadas nos grandes e-commerces, pois eles já possuem um sistema de segurança mais robusto. "Fraudes com cartões falsos são os golpes mais comuns, mas temos em mãos tecnologias que evitam esse tipo de golpe. Com um código seguro e criptografado a loja se protege e blinda os clientes contra possíveis ataques", explica Paola. Portanto, o que o consumidor pode fazer é se se atentar em relação à idoneidade da loja. Veja como:

1) Confira o endereço

Uma das formas mais simples de se livrar de sites fraudulentos é observar, ao acessar a loja online, se antes do "www" existe o protocolo "https". A presença da letra "S" indica que o ambiente tem certificado de segurança e atesta que os dados do cliente são protegidos por criptografia. Essas garantias evitam o roubo de dados ou a clonagem do cartão.

Leia também:Quer mudar de profissão? Veja 5 dicas que ajudam a alcançar este objetivo

2) Verifique a reputação

Quando econtramos determinado produto sendo vendido a um preço atrativo por uma loja desconhecida, é comum entrarmos em tentação. Entretanto, é importante ficar atento, pois lojas maiores trabalham com uma equipe grande para o monitoramento e blindagem contra ataques – algo que os pequenos e-commerces não são capazes de oferecer. 

Isso, logicamente, não quer dizer que você não deve comprar em lojas menores. O que ocorre é a necessidade de verificar a reputação do site. Visite plataformas como o Reclame Aqui, por exemplo, para atestar a qualidade do serviço prestado pela empresa. Dessa forma você pode realizar a compra com maior tranquilidade e segurança.

Leia também: Mercado Livre obtém liminar contra os Correios e evita aumento de frete no site

3) Fique atento ao caminho para chegar no site

É comum que golpistas enviem e-mails para enganar os consumidores que fazem compras online e concluírem suas fraudes. Por este motivo, é importante que você preste atenção antes de clicar em algo que chegou à sua caixa de entrada, assegurando-se de que o site não é uma cópia. Uma alternativa para isso é procurar pelo nome da loja no Google e clicar nos primeiros links que aparecem, pois estes são os patrocinados, que a empresa pagou para ficarem posicionados por ali. Links de promoção divulgados via WhatsApp ou Facebook também devem ser tratados com extremo cuidado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.