A cidade deverá ser configurada de forma bem semelhante a de uma cidade "regular", com 3,8 mil acres dedicados ao espaço empresarial e de varejo

Brasil Econômico

Bill Gates começou a apresentar seus planos para criar uma " cidade inteligente " em Phoenix, Arizona, a cerca de 45 minutos a oeste do centro da cidade. Localizado no vale distante do oeste, o terreno é composto por cerca de 24.800 hectares. Belmont, o nome proposto para a cidade, irá abraçar e impulsionar inovação e tecnologia . Uma das empresas de investimento de Gates já solidificou os planos, ao gastar US$ 80 milhões no projeto.

Leia também: Microsoft pretende usar Inteligência Artificial para descobrir cura do câncer

A
iStock
A "cidade inteligente" de Bill Gates não é a primeira a ser proposta: o "trabalho de base" está sendo colocado em Denver

O Belmont Properties, um grupo imobiliário com sede no Arizona, disse em um comunicado sobre o projeto de Bill Gates que: “Uma comunidade avançada será criada com uma coluna de comunicação e infraestrutura que abraça tecnologia de ponta, projetada em torno de redes digitais de alta velocidade, centros de dados, novas tecnologias de fabricação e modelos de distribuição, veículos autônomos e centros logísticos autônomos".

Leia também: DeepMind: AlphaGo Zero bate antecessor e se torna melhor jogador de Go do mundo

Pensando

A Gates não é estranha a ideia de estar a um passo à frente do jogo, e essa "cidade inteligente" poderia ser um campo de criação e teste para tecnologias futuristas. Quanto à localização, há uma autoestrada proposta que cortaria diretamente através desta pequena cidade e levaria diretamente a Las Vegas. O tráfego de ida e volta para esse centro principal permitiria que a cidade crescesse e florescesse de forma independente.

A própria cidade deverá ser configurada de forma bastante semelhante a uma cidade "regular", com 3,8 mil acres dedicados ao espaço empresarial, de comercial e de varejo, e 470 acres para escolas públicas, e mais espaço suficiente para residências privadas.

Belmont Properties afirmou que o terreno "será uma cidade com borda construída em torno de um modelo de infraestrutura flexível". Tem uma localização privilegiada, muito espaço e não muito mais. Essa falta de estrutura existente permitirá que a "cidade inteligente" seja moldada em um espaço completamente único. A Belmont tem o potencial de impulsionar o design e a engenhosidade, tudo para apoiar o estado.

A "cidade inteligente" de Bill Gates não é a primeira a ser proposta: o "trabalho de base" está sendo colocado em Denver, bem como toda a China, para desenvolver as cidades existentes em "cidades inteligentes" através de iniciativas de tecnologia e inovação. Talvez um dia no futuro não muito longe, os termos serão os mesmos – já que todas as nossas cidades serão "cidades inteligentes".

Leia também: Quer empreender no mercado fitness? Veja quatro nichos em expansão no País

*Com tradução de futurism.com

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.