O banco solicitou a nova administração após a prisão do Wesley Batista, presidente executivo da JBS; empresas travam disputa após escândalos

Brasil Econômico

Baseado na Lei 6.404/76, conhecida como Lei das S.A, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) defendeu, em comunicado, que a JBS tenha um administrador interino. Hoje o banco detém 21,3% da empresa, por meio da subsidiária BNDESPar e trava uma disputa após os escândalos envolvendo os irmão Batista.

Leia também: Abono salarial para nascidos em setembro começa a ser pago nesta quinta-feira

JBS versus BNDES; banco solicita que a empresa tenha uma administração interina após prisão dos irmãos Batista
Divulgação
JBS versus BNDES; banco solicita que a empresa tenha uma administração interina após prisão dos irmãos Batista


A solicitação ocorre após a prisão do presidente executivo da JBS , Wesley Batista nesta quarta-feira (13). Joesley Batista teve a prisão decretada na semana passada. Segundo o comunicado do BNDES, a escolha da administração interina neste momento, serve como forma de preservar a empresa que no passado, esteve envolvida em diversos esquemas de corrupção.

O comunicado indica ainda que ter um administrador interino torna mais simples o processo de renovação dos quadros estatutários, “inclusive com a abertura de um processo seletivo para a escolha de um novo CEO para a empresa em caráter definitivo”.

O banco evidenciou ser favorável à realização de uma assembleia geral extraordinária, para que todos os sócios possam discutir e entrar em acordo sobre as medidas a serem tomadas na preservação do ativo, em especial, os relativos aos “prejuízos causados por administradores, ex-administradores e controladores envolvidos em atos ilícitos por eles já confessados”.

Leia também: HBO é multada em R$ 2 milhões pelo Procon por exibir filme adulto à tarde

Disputa

Após a decisão da justiça em suspender a realização de uma assembleia de acionistas da indústria do ramo alimentar, o BNDES optou por recorrer da suspensão e ainda propôs que essa reunião ocorra em curto prazo “e sem o conflito de interesses que seria caracterizado pelo voto dos controladores. Essa questão "foi levantada pela BNDESPar , em conjunto com a Caixa Econômica Federal , e acolhida pelo Judiciário de primeira instância em decisão liminar”, informou a nota enviada ao mercado e aos acionistas. O banco mantém sua intenção de voto na assembleia. 

Prisão

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a segunda fase da Operação Tendão de Aquiles , em São Paulo, cumprindo mandados de busca, apreensão e prisão preventiva contra administradores da JBS e da FB Participações. Na data, o presidente executivo da empresa, Wesley Batista, teve a prisão preventiva decretada. 

Leia também: Aprendizado e apoio financeiro potencializam o empreendedorismo nas periferias

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.