Antes de se tornar referência no ramo de sucos, Khalil Rafati precisou superar uma infância difícil e nove overdoses por uso de heroína

Brasil Econômico

Khalil Rafati é o proprietário da Sunlife Organics, empresa de sucos exóticos dos Estados Unidos
Reprodução/SoberRecovery
Khalil Rafati é o proprietário da Sunlife Organics, empresa de sucos exóticos dos Estados Unidos

O norte-americano Khalil Rafati é a prova viva de que um ser humano pode se recuperar de fases difíceis. Viciado em heroína, o ex-morador de rua percebeu que precisava mudar de vida somente após sofrer sua nona overdose. Hoje, Rafati é um empresário milionário do setor de sucos e administrador de um centro de reabilitação.

Leia também: Veja ações empreendedoras que impulsionam negócios nas periferias

Antes de se tornar referência no ramo de sucos , Rafati precisou superar uma infância difícil. Por uma série de poblemas, ele acabou deixando a escola sem qualquer tipo de preparação, o que o fez descambar para o mundo do crime e acabar sendo preso por roubo e vandalismo. 

Já adulto, Rafati decidiu se mudar para Los Angeles, pois tinha o sonho de se tornar uma grande estrela do cinema. Apesar de não conseguir viabilizar este desejo, ele conseguiu se estabelecer ao conseguir trabalhar lavando carros de famosos como a atriz Elizabeth Taylor e Slash, guitarrista do Guns N' Roses. Um impecilho, no entanto, apareceu no caminho de Rafati: as drogas. 

Depois de se tornar viciado, Rafati perdeu o controle de sua vida e passou a viver nas ruas. Seus únicos abrigos eram caixas de papelão que dividia com outros colegas também dependentes. O buraco ficou ainda mais fundo quando ele passou a utilizar um novo método para ganhar dinheiro e sustentar o vício: o tráfico de entorpecentes. 

As overdores se tornavam cada vez mais frequentes em sua vida. Cada centavo ganho era voltado para o consumo de mais drogas e o ciclo parecia não ter fim. Até que após o nono ataque por excesso de entorpecentes, Rafati decidiu que precisava buscar um novo caminho. E assim começou sua retomada. 

Leia também: Confira as principais dicas para ter destaque em um mercado saturado

Um novo começo

Rafati começou a se esforçar para mudar de vida. Passou quatro meses em uma clínica de rabilitação e, depois disso, começou a procurar empregos e ocupar a cabeça. Quanto mais trabalhos conseguia, menos tempo tinha para pensar nas drogas. Aos poucos, foi deixando o vício de lado.

O agora ex-viciado começou a trabalhar justamente em dois centros de reabilitação. Ele lavava carros, passeava com os cachorros e fazia jardinam. Assim foi juntando dinheiro até conseguir alugar uma casa e dar início à sua própria clínica, o Riviera Recovery, voltado para dependentes quetinham condições de pagar até US$ 10 mil. 

Foi a partir deste negócio que surgiu a principal empresa de Rafati. Na clínica, o empresário começou a preparar sucos que definia como "exóticos" para os hóspedes, que acabaram gostando muito das receitas malucas. Entre os drinks principais, por exemplo, estava o "Wolverine", feito de banana, pó de maca peruana, pólen e geleia.

Os drinks de Rafati começaram a chamar a atenção de pessoas de fora. Percebendo a demanda, o empreendedor fundou a Sunlife Organics em 2011, junto de sua namorada e um amigo. A primeira loja, inaugurada em Malibu, foi sucesso imediato: o faturamento do primeiro ano foi de US$ 1 milhão.

Leia também: Confira o que é necessário para ter uma startup de sucesso

Atualmente, são seis lojas vendendo os sucos exóticos e mais 200 funcionários empregados pelo ex-morador de rua. A Sunlife Organics, também trabalha com a venda de comidas e peças de roupas, como casacos e camisetas. O empreendedor ainda mantém a Riviera Recovery e também possui um estúdio de ioga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.