Objetividade, curiosidade, recompensas e prazos; Confira seis dicas que ajudarão nos resultados e no sucesso de sua campanha de crowdfunding

Brasil Econômico

O crowdfunding ou financiamento coletivo tem se tornado um meio muito recorrente para empresas e indivíduos que tem como intuito a arrecadação de fundos para a realização de projetos e sonhos.

Leia também: Comércio registra queda de 1% em fevereiro, aponta Boa Vista SCPC

De acordo com a CEO da Kickante, recompensas em arrecadações de fundos são a chave do negócio para campanhas de crowdfunding
iStock
De acordo com a CEO da Kickante, recompensas em arrecadações de fundos são a chave do negócio para campanhas de crowdfunding

Através do lançamento de campanhas de crowdfunding , também conhecidas como financiamento das multidões, é possível a iniciação de um negócio por intermédio de pessoas que acreditam e queiram contribuir para a concretização do mesmo.

“Sempre explicamos para os criadores que o que determina o sucesso do projeto, independente da categoria que ele faz parte, é a garra e dedicação do empreendedor. Por isso, o criador da campanha precisa estar ciente que não basta criar a campanha e torcer para que as pessoas resolvam acessar o site e contribuir com sua ação, é necessário que o criador dedique um tempo do seu dia para divulgar a campanha em redes sociais, para familiares e amigos, por e-mail, etc. Por todo o período em que a campanha estiver no ar, é preciso foco e um tempo diário para a divulgação”, explicou a CEO e fundadora da plataforma de financiamento coletivo Kickante, Candice Pascoal.

Para ajudar quem busca entrar no mundo do financiamento coletivo, a CEO da Kickante separou 6 dicas de como impulsionar sua campanha e atingir o resultado esperado.

1. Título da campanha

Faça títulos curtos e diretos. Como é o primeiro ponto de encontro com os possíveis contribuintes de sua campanha, deve ser sucinto e atrativo, instigando assim, a curiosidade do leitor acerca da proposta.

2. Recompensas

Para Candice, as recompensas em arrecadações de fundos são a chave do negócio, e por isso, é importante que sejam criativas e generosas. Uma dica dada por ela é que o idealizador da campanha pesquise em outras plataformas para ter inspiração. “A regra de ouro? Pense: eu compraria esta recompensa? Ela vale o custo de contribuição que estou sugerindo? Sempre recomendamos que tenha entre 3 a 6 recompensas, começando com uma recompensa básica de 10 ou 20 reais, e terminando com uma recompensa VIP para empresas ou filantropistas de plantão”, afirmou.

3. Texto da Campanha

Na produção do texto abrangente a campanha, é importante evidenciar o porquê merece contribuição. O conteúdo deve ser objetivo e ter grande poder de convencimento ao mesmo tempo em que informa o leitor sobre as expectativas do projeto. Coloque textos, imagens e vídeos para enriquecer e deixar o potencial contribuinte mais próximo dos idealizadores e de suas propostas.

Leia também: Veja o Ranking Estadual das empresas mais reclamadas em 2016 segundo o Procon-SP

4. Mídias Sociais

Procure listar suas mídias sociais para mostrar que de fato esta é a sua campanha, uma vez que este é um passo de extrema importância para a criação de um networking e a expansão e divulgação de seu trabalho no geral.

5. Prazos

Estabeleça um prazo para o fim da campanha tendo em mente um limite de no máximo 60 dias. De acordo com Candice, o ideal é que a campanha opere durante 40 e 45 dias.  

6. Meta

Seja realista ao escolher a meta. Para iniciar o projeto estipule como objetivo o valor mínimo que precisa. Desta forma, se manterá motivado durante todo o processo, além de poder adquirir mais contribuições ao longo do crowdfunding.  

Leia também: 10 direitos trabalhistas assegurados pela Lei CLT no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.