Aeroportos de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza, leiloados na BM&F Bovespa, representam 11,6% dos passageiros que circulam pelo País

Brasil Econômico

O Aeroporto Internacional de Salvador é um dos quatro a serem leiloados nesta quinta-feira na  Bovespa
Imagem de divulgação/Infraero
O Aeroporto Internacional de Salvador é um dos quatro a serem leiloados nesta quinta-feira na Bovespa

Acontecerá nesta quinta-feira (16) na BM&F Bovespa, o leilão de quatro aeroportos concedidos à iniciativa privada. Os vencedores dos aeroportos de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza serão empresas ou consórcios  que ofertarem o maior valor de outorga pelas operações.

Leia também: Infraero: aeroportos participantes de leilão tiveram receita positiva em 2015

Os quatro terminais que serão leiloados na Bovespa representam 11,6% dos passageiros que circulam pelo País, além de 12,6% das cargas e 8% das aeronaves presentes no tráfego aéreo brasileiro.

Vale ressaltar que será possível que um mesmo grupo econômico vença a disputa por mais de um aeroporto desde que não estejam na mesma região geográfica. Concessionários atuais também poderão participar do evento.

Expectativas

O governo estima que pelo menos R$ 3 bilhões em outorgas sejam arrecadados com a concessão dos aeroportos, que tem a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) como sócia. A previsão é de que R$ 6, 613 bilhões sejam investidos nos quatro terminais.

Na última segunda-feira (13), o secretário especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Adalberto Santos de Vasconcellos, afirmou que o governo não irá trabalhar com a hipótese de que algum dos aeroportos não tenha interessados, além de não esperar grandes ágios em relação ao valor mínimo inicial.

Leia também: Governo vai leiloar quatro aeroportos à iniciativa privada nesta semana

Investimentos

As instituições vencedoras deverão investir na ampliação dos terminais de passageiros, pátios de aeronaves e estacionamentos. No que se diz respeito ao aeroporto de Salvador, há exigência do desenvolvimento de uma nova pista de pouso e decolagem. Já no de Florianópolis o esperado é que se construa um novo terminal de passageiros e um estacionamento.

As concessionárias também deverão contribuir para os investimentos com melhorias imediatas, como por exemplo, a revitalização e a atualização de sinalização e do sistema de iluminação, além da qualidade e acesso a internet gratuita e reformas nos banheiros, fraldários, sistemas de climatização, esteiras e escadas rolantes.

É importante lembrar que o prazo de concessão dos editais será de 25 anos para o aeroporto de Porto Alegre e de 30 anos para o de Salvador, Fortaleza e Florianópolis.

Outro fator importante além dos quatro aeroportos que serão leiloados na Bovespa é o fato de outros que já estarem atribuídos à iniciativa privada, como por exemplo, os terminais de Brasília, Guarulhos em São Paulo, Viracopos em Campinas, Galeão, no Rio de Janeiro e o de Confins, em Minas Gerais.

*Com informações da Agência Brasil

Leia também:  Cobrança por bagagem em voos passa a ser permitida pela Anac na terça-feira

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.