Consumidor que não pesquisa pode pagar mais que o dobro por mesmo ovo de Páscoa

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pesquisa do Procon em São Paulo mostrou diferença de até 125,48% nos preços do mesmo produto em locais diferentes

O Procon-SP apurou que o preço dos ovos de Páscoa podem variar em até 125,48% de um estabelecimento para o outro. A maior diferença foi constatada nos preços dos ovos de chocolate ao leite (110g) da Montevérgine. Os mesmos produtos (recheios trufas, brigadeiro, ao leite e morango) estão sendo vendidos simultaneamente, em locais diferentes por R$ 3,10 e R$ 6,99.

Procon-SP visitou 10 estabelecimentos na cidade de São Paulo entre 29 de fevereiro e 2 de março
ALEXANDRE GUZANSHE/O TEMPO
Procon-SP visitou 10 estabelecimentos na cidade de São Paulo entre 29 de fevereiro e 2 de março

O ovo com a segunda maior variação (97,22%) foi o Minnie - com maleta (150g), da Garoto. O produto é vendido por R$ 35,99 em um estabelecimento e por R$ 70,98, em outro. O terceiro ovo que mais variou de preço foi a Tortuguita Sombrinha (150g), da Arcor, cujos preços apresentaram diferença de 87,30%: de R$ 26,69 a R$ 49,99.

Variação ainda maior nas caixas de bombom

Nos preços dos bombons, a maior diferença encontrada foi de 158,43% nos bombons finos com licor e cereja – bag – da Montevérgine (195g), que custava R$ 4,33 em um estabelecimento e, R$ 11,19 em outro.

A maior variação nos bolos de Páscoa foi de 93,11% na Colomba Frutas Cristalizadas e Colomba Gosta de Chocolate, de 500g da Visconti, cujo preço variou de R$ 11,90 a R$ 22,98.

Já entre as barras de chocolate a maior variação de preço constatada foi de 51,74%. As barras de chocolate Alpino, Clássico ao Leite, Clássico Duo, Clássico Meio Amargo e Galak, todas de 150g da Nestlé, variaram de R$ 4,60 a R$ 6,98.

Dentre os 10 locais envolvidos na pesquisa, um supermercado da região Norte foi o que apresentou a maior quantidade de produtos com menor preço, 54 itens dos 113 encontrados, o que representa 48%.

Na comparação de produtos específicos de Páscoa comuns entre as pesquisas de 2016 e 2015 efetuadas no município de São Paulo, constatou-se que houve, em média, acréscimo nos bolos de Páscoa de 10,09% e nos ovos de Páscoa de 30,75%. O Índice de Preços ao Consumidor – IPC-SP da FIPE, referente ao período de março de 2015 a fevereiro de 2016, registrou uma variação de 10,45%.

O Procon-SP orienta o consumidor a comparar os preços adotados por diferentes estabelecimentos, além de considerar a qualidade e o peso do produto a ser aquirido.

A coleta, foi realizada entre os dias 29 de fevereiro e 2 de março, em 10 estabelecimentos distribuídos pelas cinco regiões do município de São Paulo. Foram comparadas 25 tipos de barras de chocolate, 21 sabores de bolos de Páscoa, 13 referências de caixas de bombons e 77 sabores de ovos de Páscoa das principais marcas, totalizando 136 itens pesquisados.

Leia tudo sobre: ovos de páscoachocolatepáscoa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas