Barbosa diz que uso de reservas não é adequado nesse momento

Por Estadão Conteúdo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ministro da Fazenda diz que manter as reservas internacionais ajuda na estabilidade financeira e cambial do Brasil

Estadão Conteúdo

Eleitor declarado do Partido dos Trabalhadores, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, discorda da proposta aventada dentro do PT de usar parte das reservas internacionais para ajudar a economia a superar o atual momento negativo.

Reprodução de Internet
"Isso [as reservas] tem dado mais estabilidade financeira e cambial ao Brasil", disse o ministro

"Não acho que o uso das reservas nesse momento de turbulência seja uma opção adequada", disse, ao ressaltar que, assim como todas as propostas da base governista, o plano será recebido e analisado pela equipe econômica.

"É muito importante ter elevado estoque de reservas internacionais. Isso tem dado mais estabilidade financeira e cambial ao Brasil", disse o ministro em entrevista durante o primeiro dia dos debates do encontro financeiro das 20 maiores economias do mundo, o G-20.

Barbosa reconhece que o custo para manter as reservas é elevado. Mesmo assim, defende a manutenção, pois os benefícios superam o ônus no Brasil.

"As reservas obviamente têm um custo elevado porque nós aplicamos a taxas internacionais e nos financiamentos, a taxas domésticas; mas isso gera o benefício que é dar mais autonomia de política econômica ao Brasil", disse.

"Isso permite, entre outras coisas, discutir propostas dos principais partidos do governo."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: ECONOMIA

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas