Dilma diz que está "estarrecida" com previsões do FMI para economia brasileira

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Durante reunião do Diretório Nacional do PDT nesta sexta-feira (22), em Brasília, ela declarou que o País voltará a crescer

Agência Brasil

“Estou estarrecida com o relatório do Fundo Monetário Internacional, a gente sabe que o fundo fala muita coisa”, afirmou a presidente
Roberto Stuckert Filho/Presidência da República - 2.6.15
“Estou estarrecida com o relatório do Fundo Monetário Internacional, a gente sabe que o fundo fala muita coisa”, afirmou a presidente

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (22) que ficou "estarrecida" com a piora das previsões do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a economia brasileira. Durante reunião do Diretório Nacional do PDT nesta sexta-feira, em Brasília, ela declarou que o País voltará a crescer.

“Estou estarrecida com o relatório do Fundo Monetário Internacional, a gente sabe que o fundo fala muita coisa”, afirmou. Esta semana, o FMI divulgou relatório com previsões para a economia global. No caso do Brasil, a entidade aumentou, de 1% para 3,5%, a estimativa de queda do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo Dilma, o fundo não atribuiu a situação crítica do Brasil à economia. “Eram dois fatores: a duração da instabilidade política e o fato de as investigações contra a Petrobras terem um prazo de duração maior e mais profundo que eles esperavam. Isso seria os principais fatores responsáveis pelo fato de eles terem de rever a posição do fundo monetário em relação ao crescimento do Brasil.”

Leia tudo sobre: Dilma RousseffFMIprevisões

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas