Idealizada por um PHD em ciência da computação, goGeo atrai grandes empresas por oferecer a um custo menor solução mais rápida que os concorrentes estrangeiros

Há quatro anos, então acadêmico da Universidade Federal de Goiás (UFG) Vagner Sacramento começou a desenvolver um projeto inovador que fornecia análise de grande volume de dados geolocalizados e era capaz de competir com líderes do mercado global: a goGeo, que disputa o mercado com empresas como ESRI/ArcGIS e Oracle Spatial.

O diferencial da ferramenta é o custo cinco vezes menor e a capacidade de gerar resultados 50 vezes mais rápido que as outras plataformas tecnológicas do segmento geoespacial. 

Vagner Sacramento, fundador da goGeo
Divulgação
Vagner Sacramento, fundador da goGeo

Nascido em Porangatu, cidade do interior no norte de Goiás, quase na divisa com o Tocantins, Sacramento deixou a casa da família aos 17 anos para cursar a faculdade de Sistemas da Informação em Palmas (TO). Dali para frente o jovem de origem humilde foi acumulando diplomas e, aos 26 anos já somava ao currículo os títulos de mestre e doutor em computação.

Foi nesse período de busca intensa por conhecimento, desenvolvendo projetos relacionadas com Big Data Geoespacial, Cloud Computing e Cloud Capacity Planning para grandes corporações e atuando em laboratórios de pesquisa das universidades por onde passou, que Sacramento descobriu sua habilidade para liderar equipes e criar planos de negócios que trazem resultados efetivos.

“Fui contagiado por um vírus que não tem cura: Empreender! Dentro da universidade, nos laboratórios de pesquisa, gerando estudos que agregam, somam e geram valor para a sociedade. O ciclo tem que ser esse: dinheiro banca pesquisa, pesquisa gera inovação tecnológica, inovação tecnológica gera dinheiro. E o ciclo se repete, garantindo sustentabilidade ao processo”, comenta.

Leia também: Veja 18 passos para se tornar um empreendedor de sucesso

MAIS: Veja 18 passos para quem quer empreender sem medo

Inquietude e senso de oportunidade

“Mesmo como aluno, sempre fui inquieto. Sempre desafiei os meus limites, sempre questionei o que está ao meu redor, as vezes até um pouco demais... E ao longo do tempo aprendi a ponderar um pouco mais. Aprendi que, se acreditar, podemos desafiar e mudar o mundo em algum aspecto. Isso mesmo com recursos limitados e nadando contra a correnteza em muitos aspectos, como legislações, investimento em capital de risco, etc”, diz o empresário.

E foi para dar forma e vida à inquietude de Sacramento que a goGeo começou a tomar forma. A ideia surgiu a partir de investigações iniciadas em 2006, que denotavam a limitação de performance dos motores de geoprocessamento das chamadas plataformas GIS (Geographical Information System), a base para o desenvolvimento de aplicações que exibem informações sobre um mapa digital, tal como Waze, Google Maps e Foursquare, incitou a curiosidade do hoje PhD em Ciênscias da Computação .

“De todos os dados de negócio gerados, 80% têm uma característica espacial - um endereço, um CEP -, mas identificamos que quanto maior o volume de dados, maior é a limitação dos motores de geoprocessamento para gerar mapas com informações úteis."

Diante dessa percepção, Sacramento decidiu que era o momento de deixar aflorar o seu lado empreendedor. Tendo a percepção de que ao processar em tempo real um volume de dados crescente de um determinado tipo de negócio e gerar mapas interativos conferiria muito mais agilidade para que um gestor pudesse tomar decisões de negócios de forma eficiente e consciente, ele passou a se dedicar ao desenvolvimento de um modelo de empresa capaz de preencher essa lacuna de mercado.

Com R$ 1,5 milhão em recursos captados junto a projetos de subvenção econômica, no início de 2015 Sacramento tirou o plano do papel e iniciou as operações do goGeo com a oferta de soluções verticalizadas para os setores financeiro (bancos e seguradoras) e distribuidor e atacadista. Em poucos meses, já foram iniciados projetos junto a empresas destes segmentos. 

Para exemplificar as funções da solução, Sacramento explica que a goGeo é capaz de gerar, em tempo real, um “Mapa de Perfomance de Vendas” a partir de centenas de milhões de transações financeiras de um banco digital. “Considerando que cada transação bancária em um dispositivo móvel seja gelocalizada com a latitude e longitude do usuário, temos milhões de transações geolocalizadas por dia. De forma simples e bastante resumida, entre inúmeras possibilidades isto pode ser explorado para entender o padrão do comportamento de consumo e detectar fraudes, entre outros dados."

A próxima etapa de desenvolvimento dos negócios prevê ainda a oferta da plataforma para Telecom, Utilities, Mobile, Petróleo & Gás e Governo.

Leia também: Veja o que empreendedores bem-sucedidos aprenderam com seus fracassos

Crescimento orgânico com alcance mundial

Com faturamento de R$ 1 milhão previsto para os próximos seis meses e atingindo os R$ 5 milhões em 2016, Sacramento acredita que em breve a marca se consolidará como líder de mercado na América Latina para demandas de Big Data Geoespacial. Até 2020, a perspectiva de faturamento é chegar aos R$ 75 milhões, com presença global. “Estamos em busca de investidores que possam potencializar a nossa capacidade de venda, principalmente para expansão internacional”, diz.

E por que Vagner Sacramento acredita que a goGeo tem potencial para, em breve conquistar o cenário mundial?  

“De forma única, a goGeo consegue oferecer alto desempenho porque desafiamos o status quo. Ao invés de investir em licenças caras e em servidores de grande porte, a goGeo torna possível processar grande volume de dados usando dezenas ou centenas de máquinas servidores de baixo custo que, em conjunto, oferecem poder computacional maior que qualquer servidor do mercado”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.