Ferramenta 50 vezes mais rápida faz empresa faturar mais de um R$ 1 milhão

Por iG São Paulo , Daniel Rodrigues |

compartilhe

Tamanho do texto

Idealizada por um PHD em ciência da computação, goGeo atrai grandes empresas por oferecer a um custo menor solução mais rápida que os concorrentes estrangeiros

Há quatro anos, então acadêmico da Universidade Federal de Goiás (UFG) Vagner Sacramento começou a desenvolver um projeto inovador que fornecia análise de grande volume de dados geolocalizados e era capaz de competir com líderes do mercado global: a goGeo, que disputa o mercado com empresas como ESRI/ArcGIS e Oracle Spatial.

O diferencial da ferramenta é o custo cinco vezes menor e a capacidade de gerar resultados 50 vezes mais rápido que as outras plataformas tecnológicas do segmento geoespacial. 

Vagner Sacramento, fundador da goGeo
Divulgação
Vagner Sacramento, fundador da goGeo

Nascido em Porangatu, cidade do interior no norte de Goiás, quase na divisa com o Tocantins, Sacramento deixou a casa da família aos 17 anos para cursar a faculdade de Sistemas da Informação em Palmas (TO). Dali para frente o jovem de origem humilde foi acumulando diplomas e, aos 26 anos já somava ao currículo os títulos de mestre e doutor em computação.

Foi nesse período de busca intensa por conhecimento, desenvolvendo projetos relacionadas com Big Data Geoespacial, Cloud Computing e Cloud Capacity Planning para grandes corporações e atuando em laboratórios de pesquisa das universidades por onde passou, que Sacramento descobriu sua habilidade para liderar equipes e criar planos de negócios que trazem resultados efetivos.

“Fui contagiado por um vírus que não tem cura: Empreender! Dentro da universidade, nos laboratórios de pesquisa, gerando estudos que agregam, somam e geram valor para a sociedade. O ciclo tem que ser esse: dinheiro banca pesquisa, pesquisa gera inovação tecnológica, inovação tecnológica gera dinheiro. E o ciclo se repete, garantindo sustentabilidade ao processo”, comenta.

Leia também: Veja 18 passos para se tornar um empreendedor de sucesso

MAIS: Veja 18 passos para quem quer empreender sem medo

Avalie se a ideia representa um modelo de negócios: Existe um mercado potencial? É preciso entender antes de tudo a lógica que permeia o negócio. Nem sempre as melhores ideias irão se transformar em um negócio viável. Pesquise, modele, repense. Só assim você chegará ao formato adequado para começar a dar vida ao seu sonho. . Foto: Marcos Santos/USP ImagensNão seja mais um na multidão: Se a oportunidade é realmente válida, é hora de encontrar uma boa diferenciação.  Por mais inovadora que sua ideia seja, a partir do momento que você entrar no mercado outras empresas com o mesmo perfil surgirão. E nessa hora vale lembrar que sobrevive quem sabe se fazer presente e trazer constantes novidades para o mercado. . Foto: Thinkstock PhotosModele seu negócio: Tenha um plano de negócios, um canvas ou um mapa estratégico. Qualquer coisa que lhe ajude a validar sua ideia passando por pilares importantes e vitais para a empresa existir. . Foto: Thinkstock/Getty ImagesTime to market: Do momento em que percebeu a oportunidade até o primeiro dia de funcionamento da sua empresa, o problema ainda existirá? O tempo é crucial quando o assunto é criar e desenvolver um novo negócio. Se você demorar demais, outro empreendedor poderá ter avançado no mesmo segmento. Se você, contudo, atropelar as etapas básicas de planejamento e implementação, seu projeto irá naufragar. . Foto: scxFaça o que gosta: Invista em um negócio relacionado a algo que te emprega prazer.Empresas que nascem somente para ganhar gerar lucro tem menos chance de sobreviver. Se você tem um propósito, será mais fácil de engajar pessoas, transmitir seus diferenciais para os clientes e manter a operação integrada. . Foto: ThinkstockAnalise suas capacidades e deficiências: Ninguém é bom em tudo. Saber onde você precisa de ajuda é imprescindível para buscar os colaboradores - ou sócios - que embarcarão com você nesta empreitada. Vale a máxima: se eu não sei, eu sei quem sabe! Relacionamento elimina distância e reduz o tempo, melhora o resultado e ajuda a planejar a longo prazo.. Foto: ThinkstockCerque-se de mentores ou conselheiros: Ser empreendedor é muito solitário. Tenha conselheiros que possam ajudá-lo no processo de empreender. Pessoas que não estão no dia a dia da empresa podem indicar boas saídas e ajudar na tomada de decisão. . Foto: ThinkstockDesenvolva pessoas: Um time competente, capacitado e engajado é imbatível. E tem baixíssima rotatividade.. Foto: ThinkstockComece pequeno:  Você não vai acertar de primeira. Comece pequeno para ser mais fácil corrigir os erros. É mais fácil consertar uma prancha de surf que um navio! Depois será mais fácil e seguro crescer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMeça tudo: O que não pode ser medido, não pode ser melhorado. Defina indicadores relevantes para a sua operação e acompanhe-os de perto.. Foto: Thinkstock/Getty ImagesRespeite o ciclo do negócio: Cada segmento e cada empresa tem uma velocidade. Se acelerar ou reduzir mais do que ele permite, você quebra.  A exemplo disso, da abertura da loja até a conquista de uma clientela fiel existe um ritmo a ser respeitado e ele depende de fatores como localização, concorrentes, perfil do público, tipo de produto comercializado etc. Um início “fraco” não é motivo para abrir mão do seu plano de negócios.. Foto: Thinkstock/Getty ImagesJamais entre num mercado em declínio: Busque oportunidades de negócios que ainda estão em crescimento. Geralmente possuem mais clientes e menos concorrentes. Os mercados consolidados têm uma concorrência acirrada e predatória. Os em declínio não têm clientes. Uma nova operadora de telefonia celular não é das melhores opções, assim como uma empresa especializada em manutenção de máquinas de escrever.. Foto: Thinkstock/Getty ImagesBusque escalabilidade: Cuidado com negócios que dependam muito de você. Este tipo de negócio tem seu crescimento limitado a capacidade de atendimento do dono, como um sapateiro, um arquiteto, dentista ou advogado. Pense, desde o começo, como sua empresa crescerá para atender muitos clientes com o mesmo cuidado, atenção e competência que você atenderia;. Foto: Thinkstock PhotosEvite buscar capital financeiro em bancos: Para tirar a ideia do papel, é preciso ter recursos. O ideal é não precisar recorrer a recursos de terceiros, mas se não houver saída o ideal é tentar obter o capital necessário com amigos e/ou familiares – mas tenha em mente que é preciso firmar um acordo de prazos e valores a serem devolvidos mesmo com pessoas próximas.  Uma outra opção, dependendo do perfil do negócio, é encontrar um investidor anjo. O empréstimo bancário deve ser feito apenas em último caso devido aos altos juros.. Foto: Getty ImagesTenha uma reserva para se manter inicialmente: Além do negócio em si, você também tem contas pessoais a pagar. É preciso ter uma reserva financeira para que você possa se manter no momento inicial do negócio, quando a empresa ainda não gerar receita suficiente para garantir uma retirada sufuciente para sua subsistência.. Foto: Agencia Brasil/reproduçãoDivulgue seu negócio: O marketing é uma poderosa ferramenta para que a sua marca se consolide e, consequentemente, conquiste melhores oportunidades comerciais. Por isso, jamais considere a divulgação do seu negócio como um investimento secundário , que pode ficar para o futuro.. Foto: Redação EconomiaBusque conhecimento sempre: Não importa se está no início do negócio ou já atuando em uma empresa própria. O mercado evoluí, e você não pode ficar para trás. O modelo de negócios inovador de hoje, amanhã já estará batida. Cursos preparatórios entregam uma série de conhecimentos e promovem o networking. Há também boas opções de aulas gratuitas que podem ser feitas online para quem deseja se preparar e também se reciclar.. Foto: Thinkstock/Getty ImagesTenha cicatrizes: Aceite, você não acertará tudo de primeira. Da ideia à empresa o mercado mudou, as pessoas mudaram, você mudou. Cicatrizes são essenciais para o crescimento de  uma empresa. Não precisa sofrer uma fratura, mas um arranhão, um corte ou uma marca roxa podem ajudar muito no seu desenvolvimento como empreendedor e trazer contribuições valiosas ao sucesso do seu negócio.. Foto: Thinkstock/Getty Images

Inquietude e senso de oportunidade

“Mesmo como aluno, sempre fui inquieto. Sempre desafiei os meus limites, sempre questionei o que está ao meu redor, as vezes até um pouco demais... E ao longo do tempo aprendi a ponderar um pouco mais. Aprendi que, se acreditar, podemos desafiar e mudar o mundo em algum aspecto. Isso mesmo com recursos limitados e nadando contra a correnteza em muitos aspectos, como legislações, investimento em capital de risco, etc”, diz o empresário.

E foi para dar forma e vida à inquietude de Sacramento que a goGeo começou a tomar forma. A ideia surgiu a partir de investigações iniciadas em 2006, que denotavam a limitação de performance dos motores de geoprocessamento das chamadas plataformas GIS (Geographical Information System), a base para o desenvolvimento de aplicações que exibem informações sobre um mapa digital, tal como Waze, Google Maps e Foursquare, incitou a curiosidade do hoje PhD em Ciênscias da Computação .

“De todos os dados de negócio gerados, 80% têm uma característica espacial - um endereço, um CEP -, mas identificamos que quanto maior o volume de dados, maior é a limitação dos motores de geoprocessamento para gerar mapas com informações úteis."

Diante dessa percepção, Sacramento decidiu que era o momento de deixar aflorar o seu lado empreendedor. Tendo a percepção de que ao processar em tempo real um volume de dados crescente de um determinado tipo de negócio e gerar mapas interativos conferiria muito mais agilidade para que um gestor pudesse tomar decisões de negócios de forma eficiente e consciente, ele passou a se dedicar ao desenvolvimento de um modelo de empresa capaz de preencher essa lacuna de mercado.

Com R$ 1,5 milhão em recursos captados junto a projetos de subvenção econômica, no início de 2015 Sacramento tirou o plano do papel e iniciou as operações do goGeo com a oferta de soluções verticalizadas para os setores financeiro (bancos e seguradoras) e distribuidor e atacadista. Em poucos meses, já foram iniciados projetos junto a empresas destes segmentos. 

Para exemplificar as funções da solução, Sacramento explica que a goGeo é capaz de gerar, em tempo real, um “Mapa de Perfomance de Vendas” a partir de centenas de milhões de transações financeiras de um banco digital. “Considerando que cada transação bancária em um dispositivo móvel seja gelocalizada com a latitude e longitude do usuário, temos milhões de transações geolocalizadas por dia. De forma simples e bastante resumida, entre inúmeras possibilidades isto pode ser explorado para entender o padrão do comportamento de consumo e detectar fraudes, entre outros dados."

A próxima etapa de desenvolvimento dos negócios prevê ainda a oferta da plataforma para Telecom, Utilities, Mobile, Petróleo & Gás e Governo.

Leia também: Veja o que empreendedores bem-sucedidos aprenderam com seus fracassos

Crescimento orgânico com alcance mundial

Com faturamento de R$ 1 milhão previsto para os próximos seis meses e atingindo os R$ 5 milhões em 2016, Sacramento acredita que em breve a marca se consolidará como líder de mercado na América Latina para demandas de Big Data Geoespacial. Até 2020, a perspectiva de faturamento é chegar aos R$ 75 milhões, com presença global. “Estamos em busca de investidores que possam potencializar a nossa capacidade de venda, principalmente para expansão internacional”, diz.

E por que Vagner Sacramento acredita que a goGeo tem potencial para, em breve conquistar o cenário mundial?  

“De forma única, a goGeo consegue oferecer alto desempenho porque desafiamos o status quo. Ao invés de investir em licenças caras e em servidores de grande porte, a goGeo torna possível processar grande volume de dados usando dezenas ou centenas de máquinas servidores de baixo custo que, em conjunto, oferecem poder computacional maior que qualquer servidor do mercado”.

Leia tudo sobre: empreendedorismoseu negócionegóciosbig dataempreender

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas