Venda de veículos cai 31,4% em janeiro, segundo Anfavea

Por Maíra Teixeira - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Resultado representa queda de 13,7% na produção em comparação com o mesmo mês de 2014 ( 237,3 mil)

A indústria automobilística produziu 204,8 mil veículos em janeiro
Thinkstock Photos
A indústria automobilística produziu 204,8 mil veículos em janeiro

As vendas de veículos registraram queda de 31,4% em janeiro, ante dezembro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (5) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No último mês, foram licenciados 253,8 mil carros, ante 370 mil unidades vendidas em dezembro, queda de 31,4%. A queda foi fortemente influenciada pela desaceleração econômica e em parte porque os consumidores aproveitaram o Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) mais baixo para comprar carro em dezembro, derrubando ainda mais a busca do bem em janeiro, quando imposto sofreu reajustes.

"Nós já aguardávamos um início de ano muito difícil e no segundo semestre devemos reavaliar. Previsão é de que o mercado externo fique estável neste ano, e elevação de produção seja de 4%", afirma Luiz Moan, presidente da Anfavea.

A indústria automobilística produziu 204,8 mil veículos em janeiro. O resultado representa queda de 13,7% na produção em comparação com o mesmo mês de 2014 ( 237,3 mil). Na comparação com dezembro, a produção cresceu 0,4% (204 mil).

Leia também: Indústria brasileira encerra 2014 com menores indicadores desde 2009

Por segmento, a produção de carros e comerciais leves caiu 12,3% em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado. Já o volume produzido de caminhões recuou 38,7%, enquanto ônibus tiveram alta de 2,1%.

Segundo a Anfavea, o nível de emprego nas montadoras fechou janeiro em  144.104 postos ocupados, queda de 0,3% sobre um ano antes (156.878 postos).

Setor automotivo vive tempos difíceis e devem desempregar

O setor automotivo viveu um dos anos mais difíceis em 2014, apesar dos incentivos do governo federal nos últimos anos. As desonerações do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), por exemplo, tinham como objetivo incentivar o consumo e, assim manter o nível do emprego, por meio de acordos com as montadoras de não demissão. Há ainda um acordo setorial com o governo federal de lay off (suspensão do contrato de trabalho) para evitar demissões.

O cenário tem feito uma série de montadoras ajustar a produção por meio de concessão de férias, suspensão de contratos de trabalho e redução de jornadas em fábricas. Em janeiro, a Volks chegou a anunciar a demissão de 800 funcionários de São Bernardo do Campo, mas voltou atrás após 9 dias de greve geral na montadora. A Mercedes-Benz também demitiu 120 funcionários em janeiros, em São Bernardo. Ford, MAN, GM e Volkswagen planejam férias coletivas agora em fevereiro.

Leia também: Produção industrial recua 3,2% em 2014, diz IBGE

 No ano passado, as montadoras demitiram 14.110 pessoas, segundo a Anfavea, o nível de emprego nas montadoras fechou o ano em 144.623 postos ocupados, queda de 8,9% sobre 2013 (158.733 postos). Segundo dados do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial brasileira recuou 3,2% em 2014, puxada principalmente pelo setor de veículos automotores, cuja queda foi de 16,8%.

 Em 2014, a indústria automobilística produziu 3,15 milhões de veículos, queda de 15,3% na produção em comparação com 2013 (3,71 milhões). Em dezembro, foram produzidos 203,8 mil veículos, com recuo da produção de 23,1% em relação a novembro (264, mil). As vendas no ano passado registraram queda de 7,1%, com 370 mil veículos licenciados, ante 294,7 mil unidades vendidas em novembro, alta de 25,6%.

MAIS: Veja os modelos mais emplacados em janeiro de 2015, segundo Fenabrave

Cobalt, da Chevrolet: 20º modelo com mais unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoSpin, da Chevrolet: 19º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoCorolla, da Toyota: 18º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoHB20 S, da Hyunda: 17º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoClassic, da GM: 16º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoVoyage, da Volkswagen: 15º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoCelta, da Chevrolet: 14º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoFiesta,da Ford: 13º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoFit, da Honda: 12º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: Caio MattosUp, da Volkswagen: 10º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoSiena, da Fiat: 9º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoPrisma, da Chevrolet: 8º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoGol, da Volkswagen: 7º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: Rafael Munhoz/iGKa, da Ford: 6º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoUno, da Fiat: 5º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoHyundai HB20: 4º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoCrossFox, da Volkswagen: 3º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoOnix, da Chevrolet: 2º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: DivulgaçãoFiat Palio: 1º lugar em número de unidades emplacadas em janeiro de 2015. Foto: Divulgação


Leia tudo sobre: anfaveacarrosindústria automobilística

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas