Inflação nos EUA tem segundo avanço consecutivo e fica em 1,1%

Aumento do índice está ligado ao crescimento de 4,7% nos preços da energia e de 0,2% nos preços de alimentos, de acordo com Departamento de Trabalho dos EUA

Agência Estado |

Agência Estado

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos EUA subiu 1,1% em setembro, na comparação com agosto, informou o Departamento do Trabalho. Esse foi o segundo avanço consecutivo e ficou acima da previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones de alta de 0,8%.

O núcleo do PPI, que exclui os preços voláteis da energia e dos alimentos, ficou estável em setembro, vindo abaixo da previsão de uma alta de 0,2%. A elevação do índice cheio deve-se parcialmente ao aumento de 4,7% nos preços da energia e ao aumento de 0,2% nos preços dos alimentos.

Os custos da gasolina subiram 9,8%, se responsabilizando por boa parte da alta nos custos da energia. Também houve aumento nos custos do diesel e do gás natural para uso residencial.

Em comparação com setembro do ano passado, o PPI subiu 2,1%, a maior alta anual desde março. Os preços dos bens intermediários tiveram avanço de 1,5% em setembro e os preços das matérias-primas aumentaram 2,8%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: inflaçãoeuaenergiaalimentos

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG