Ajuda do Banco Central Europeu cessará se países não respeitarem condições

Diante da crise da dívida, o BCE lançou um novo programa de compra ilimitada de títulos da dívida dos países em dificuldades, em troca de medidas para sanear as finanças públicas

AFP |

AFP

O Banco Central Europeu (BCE) interromperá a ajuda aos países da Eurozona em dificuldades, com o programa de compra da dívida, caso os países não respeitem as condições, declarou nesta quarta-feira Christian Noyer, membro do conselho de ministros da instituição.

Europa deve monitorar impacto da austeridade, diz BCE

Diante da crise da dívida, o BCE anunciou em setembro um novo programa de compra ilimitada de títulos da dívida dos países em dificuldades, que concordaram em troca com medidas para sanear as finanças públicas.

"Está claro que se um país sai do caminho traçado, o programa será interrompido" declarou Noyer em Tóquio, onde participa na assembleia anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

"Se o programa for interrompido, o país deverá encontrar uma maneira de voltar ao caminho correto, eventualmente com uma intervenção do FMI", explicou.

Leia tudo sobre: fmiuebceeconomiafinançasdívida

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG