Investidores japoneses discutirão trem de alta velocidade com o Brasil

A previsão do governo é concluir em novembro o texto do edital e realizar o leilão da primeira fase em maio de 2013

Agência Estado |

Agência Estado

Um grupo de investidores já demonstrou interesse pelo projeto de instalação e operação do trem de alta velocidade (TAV) que será instalado entre os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, segundo o presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo.

EPL considera investimento em logística insuficiente

Infraestrutura precisa de investimento do setor privado

Nesta terça-feira, o Ministério dos Transportes recebe um grupo de executivos da Alstom. Na quarta-feira (10), será a vez de investidores japoneses debaterem o edital de contratação da operação e tecnologia desenhado pelo ministério, que recebe contribuições do mercado. A previsão é concluir em novembro o texto do edital e realizar o leilão da primeira fase, em maio de 2013.

"A ideia é criar um modelo atrativo para todos", disse Figueiredo, afastando a hipótese de que o projeto do TAV não irá despertar o interesse da iniciativa privada. Paralelamente ao edital do leilão da primeira fase do empreendimento, a EPL está definindo o modelo de contratação do projeto de engenharia da infraestrutura onde será instalado o trem-bala.

O cronograma prevê que o projeto de engenharia seja definido até o início de 2014, para que a contratação ocorra até o fim do mesmo ano e o TAV entre em operação em 2018.

Leia tudo sobre: ECONOMIAtransportesinvestimentosinfraestrutura

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG