Preço de imóvel em SP e no RJ subiu mais que principais aplicações em 2012

Após dados de agosto, valorização anual já supera 10% nas duas capitais, diz FipeZap

Pedro Carvalho - iG São Paulo |

O preço médio dos imóveis continua em alta na maioria das regiões metropolitanas do País, segundo dados de agosto do FipeZap, calculado a partir do preço de cerca de 150 mil unidades selecionadas entre os anúncios do site Zap Imóveis. Em São Paulo, a alta de agosto foi de 1,4% e a valorização acumulada no ano chegou a 10,6%. No Rio de Janeiro, após subida de 1,2% no mês passado, os imóveis já registram preços 10,2% desde o início do ano. 

- Em 2011, a alta no preço dos imóveis foi puxada por SP, RJ e Recife

A alta nessas capitais supera a valorização das principais aplicações financeiras ao longo do ano. A Bolsa de Valores acumulou ganhos de apenas 0,54% nos primeiros oito meses de 2012, segundo o índice Ibovespa. No mesmo período, a poupança se valorizou 4,29% e o dólar registrou alta de 8,6%. A única alternativa que superaria o preço dos imóveis é o ouro, recordista de altas nos últimos meses, mas que tem pouca liquidez no mercado doméstico.

"Houve uma queda no número de lançamentos neste ano, o que reduziu a oferta", diz Eduardo Zylberstajn, pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e coordenador do índice. "Além disso, o mercado de crédito favorável segurou a continuidade da alta nos preços".

A subida de 2012

Veja quanto os imóveis ficaram mais caros no ano, nas regiões pesquisadas pelo FipeZap

Gerando gráfico...
Fonte: FipeZap / dados em %

Na média das sete regiões pesquisadas (que também inclui Salvador, Belo Horizonte, Recife, Brasília e Fortaleza), a alta de agosto foi de 1%, enquanto a valorização anual chegou a 9,7%.

- Veja quais foram as melhores aplicações do ano até agora

Entre as regiões abrangidas no índice, apenas Belo Horizonte teve recuo nos preços dos imóveis no mês passado, de 0,2%. A capital mineira já havia registrado uma queda no índice em julho, quando a desvalorização foi de 1,2%. "São movimentos pontuais e não uma tendência, no ano Belo Horizonte acumula alta de 6%", diz Zylberstajn.

O Distrito Federal fechou agosto com alta de 0,2% nos preços dos imóveis, acumulando valorização de 5,6% no ano. Em Salvador, a aceleração de 1,1% no mês passado fez a subida anual chegar a 6,3%. Recife teve 0,2% de alta no mês e 14,3% no ano, enquanto Fortaleza registrou 1,4% de alta mensal e 12,2% na variação anual.

 

Leia tudo sobre: imóveisFipeZap

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG